COVID-19: BC acaba com obrigação do uso de máscaras em locais fechados

Passaporte de vacinação deixa de ser obrigatório a partir do mês que vem na província.


Fotomontagem / Jornal Brasil Vancouver (Crédito: Alpha Spirit e Ivan Nadaskic)

A partir de 11 de março, o uso de máscaras em locais fechados deixa de ser obrigatório em British Columbia. A medida foi anunciada pela médica-chefe da província, Dra. Bonnie Henry, seguindo tendência iniciada em outras regiões do Canadá, a diminuição nos números de transmissão e hospitalizações por COVID-19, além de altas taxas de vacinação na província.

Limites de lotação para locais de culto também terminam esta semana, assim como restrições para acampamentos juvenis (“camps”) e visitas à residências assistidas de idosos ou pessoas com necessidade de cuidados especiais (“long term care”).

As autoridades de saúde também anunciaram que as diretrizes escolares serão revisadas e entrarão em vigor na volta às aulas, após as férias da primavera (“Spring Break”), no dia 28 de março. As diretrizes para creches também serão alteradas, com mais detalhes a serem anunciados nos próximos dias e semanas.

Máscaras serão incentivadas em espaços onde o distanciamento social é difícil de ser mantido, como em transporte público e nas barcas/balsas (BC Ferries), porém sem obrigatoriedade.

O comércio, organizadores de eventos e empresas em geral podem optar por pedir aos seus clientes e funcionários para manter o uso de máscaras, porém não por uma regra de saúde pública da província.

Por outro lado, o uso de máscaras ainda será necessário na rede de saúde pública, como em consultórios médicos, e em viagens de avião, regulamentadas pelo governo federal. 

Passaporte de vacinação deixa de ser obrigatório em abril

BC Vaccine Card, conhecido coloquialmente como o “passaporte da vacina”, deixará de ser exigido a partir de sexta-feira, 8 de abril, também seguindo as mudanças implementadas em diversas outras províncias.

Isto significa que restaurantes, bares, academias e outros locais não mais solicitarão o comprovante de vacinação contra o COVID-19 como condição de entrada no local.

Os programas provinciais de passaporte de vacinação já terminaram nas províncias de Alberta, Saskatchewan, Manitoba, Ontario e Quebec

Já o uso obrigatório da máscara foi suspenso em Alberta e Saskatchewan e em breve também em Manitoba, Ontario, Quebec. As máscaras continuarão sendo exigidas no transporte público nestas províncias, à exceção de Saskatchewan e Manitoba.

Dra. Bonnie Henry (Crédito: BC Gov Photos)

Taxa de vacinação em BC é uma das mais altas no mundo

A médica-chefe da província Bonnie Henry também salientou que, embora o risco de contrair e transmitir o COVID-19 não seja zero, ela está confiante que as mudanças podem ser feitas com segurança.

Nas últimas semanas, foram observados na província uma diminuição nos números de transmissão e hospitalizações, além de altas taxas de vacinação na população.

As autoridades de saúde informaram que 90,8% dos habitantes da província, com 12 anos ou mais, receberam duas doses da vacina para COVID-19 e 56,3% receberam o chamado “reforço” ou terceira dose. BC tem uma das mais altas taxas de vacinação do mundo, segundo informação do governo provincial.

O governo pede que a população a permaneça cuidando de sua própria saúde e monitorando possíveis sintomas, permanecendo em casa em caso de doença e seguir reforçando a higiene das mãos.

A Dra. Bonnie Henry também incentiva fortemente qualquer pessoa que ainda não tenha sido vacinada a fazê-lo em breve. “Precisamos estar prontos e preparados para o que o vírus pode trazer a seguir” diz ela.

fim do mandato de mascaras março 2022 vancouver bc canada
Crédito: Governo de BC

Fique por dentro das notícias de Vancouver, do Canadá e da comunidade brasileira. Assine nossa newsletter:




 

*campo obrigatório

 

Prestigie os anunciantes do Jornal Brasil Vancouver