Uma aventura pelos ares: visitamos a Peak 2 Peak Gondola, atração imperdível em Whistler

A Peak 2 Peak Gondola, que liga a Whistler Mountain e a Blackcomb Mountain, é uma experiência que todo visitante deve vivenciar quando estiver na cidade. Confira o guia do passeio no final da matéria!


Localizada a apenas 121 km de Vancouver, com fácil – e belíssimo – acesso pela famosa Sea-To-Sky Highway, Whistler é uma daquelas cidades que cabem no roteiro de qualquer estilo de turista. De apaixonados pela natureza aos amantes da boa gastronomia, a cidade que abrigou os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010 recebe visitantes do mundo inteiro também durante as outras estações do ano.  

Peak to Peak Whistler BC Canadá
Peak 2 Peak Gondola (Crédito: Turismo BC)

Whistler tem tantas atrações que fica difícil destacar uma só. No entanto, a Peak 2 Peak Gondola, que liga a Whistler Mountain e a Blackcomb Mountain, é uma experiência que todo visitante deve vivenciar quando estiver na cidade.

A Peak 2 Peak faz parte de um resort conhecido como Whistler Blackcomb. O complexo é o maior resort de ski da América do Norte, com mais de 32 quilômetros quadrados de pistas e áreas para o esporte, além de 50 quilômetros de trilhas para caminhada. Uma atração imperdível durante todo o ano (leia exceções no “guia do passeio”).

Um passeio pelos ares

O passeio ao complexo de montanhas de Whistler Blackcomb pode ser feito começando tanto a partir de Whistler Village, quanto da chamada Upper Village. Em todo caso, a distância entre uma vila e outra é de 10 minutos de caminhada aproximadamente.

Partindo de Upper Village, o visitante pode comprar as entradas no guichê localizado bem aos pés da Blackcomb Mountain. Os preços, que incluem o passeio das gôndolas e acesso ao topo das montanhas, variam entre baixa e alta temporada.

O primeiro embarque acontece na Blackcomb Gondola, que leva 18 minutos para chegar ao cume da Blackcomb Mountain, com 2,284 metros de elevação. No alto, o visitante pode fazer uma pausa no The Rendezvous Lodge para um café e para apreciar a vista, antes de passear pelas trilhas e curtir a natureza bem típica das altitudes.

É muito comum encontrar marmotas (“hoary marmots”) andando livremente pela vegetação rasteira no topo da montanha. Uma curiosidade é que Whistler foi batizada com esse nome justamente pelo som estridente (“whistle”) que fazem essas marmotas alpinas.

Apesar de queridas e legendárias, os visitantes são advertidos a terem muito cuidado para não invadir o espaço destas marmotas. Os irmãos brasileiros Gabriel e André Santos de Lima, de 7 e 9 anos respectivamente, confirmam: “Não dá para chegar perto. Elas parecem ratos grandes e fogem quando tem pessoas por perto”.

Ainda na Blackcomb Mountain, o visitante pode embarcar em um teleférico que chega até o ponto mais alto da montanha, o chamado “7th Heaven”. Justamente pela altitude elevada, a atração está disponível para visitas somente no início do verão, quando a temperatura sobe e o gelo começa a derreter.

Prontos para chegar até o outro lado? Hora de embarcar na “Peak 2 Peak Gondola”

Então é hora de encarar a famosa “Peak 2 Peak”. A gôndola em si é uma engenhoca maravilhosa, e os guias locais fazem questão de explicar tudo sobre o meio de transporte. Construída entre 2007 e 2008 com peças importadas da Suíça, a intenção era facilitar o acesso dos usuários às diversas pistas de ski e snowboard nas duas mais famosas montanhas de Whistler.

A travessia de tirar o fôlego acontece literalmente nas alturas: a uma altitude de 436 metros, os mais de quatro quilômetros de distância são percorridos em 11 minutos, dentro de uma gôndola com a cabine de vidro suspensa por apenas três cabos. O passeio se torna ainda mais emocionante quando o visitante se sente literalmente “solto nas alturas” ao longo de três quilômetros “livres” entre duas torres de suspensão.

Peak to Peak Whistler BC Canadá
Peak 2 Peak Gondola (Crédito: Turismo BC)

Ainda de dentro do bondinho, vale aproveitar a vista do Fitzsimmons Valley com suas árvores alpinas e picos de vulcão, lagos e cumes nevados no horizonte, além de uma bela visão de Whistler Village. O vale ainda comporta um projeto de energia renovável que produz 33.5 gigawatts de energia elétrica por ano, suficiente para manter todas operações do resort Whistler Blackcomb, incluindo o funcionamento das gôndolas, durante as temporadas de inverno e verão.

Chegando ao outro lado, na Whistler Mountain, o turista pode parar no Roundhouse Lodge para comer e ainda apreciar a vista deslumbrante no The Umbrella Bar, no mesmo local. A montanha também conta com trilhas e barragens de águas glaciais que valem uma parada, mas a cereja do bolo fica por conta de a Cloudraker Skybridge, ou a “ponte nos céus”.

A Cloudraker Skybridge, assim como o 7th Heaven, só está aberta ao público durante um certo período no verão. A partir do lodge, a trilha de 10 minutos leva os visitantes até a Peak Express Chair, um teleférico que chega ao Top of the World Summit em 15 minutos.

A vista de 360 graus do topo da montanha já vale a visita por si só, porém os mais aventureiros ainda podem se arriscar mais, atravessando os 130 metros da Cloudraker Skybridge. “É uma aventura e tanto! E vale pedir para um amigo tirar uma foto sua quando estiver lá no meio da ponte. O acesso à ponte fica fechado na maior parte do ano e essa é umas das experiências que não acontecem duas vezes na vida”, ressaltou Renata Nunes, residente em Vancouver há 3 anos, sobre seu passeio nas famosas montanhas em setembro do ano passado.

Por fim, hora de colocar os pés em terra firme. Do topo da Whistler Mountain, a última – e não menos especial – parte do passeio: a descida na Whistler Village Gondola. A jornada dura 25 minutos, com a gôndola passando bem próximo à costa da montanha de Whistler. Com alguma sorte, o visitante consegue observar ursos “black bears” se alimentando de frutas da floresta durante os meses de verão, especialmente ao entardecer, e também acompanhar aos mountain bikers descendo pelas trilhas do local.

Números: Whistler Blackcomb

  • Elevação – Blackcomb Peak: 2,284 metros (7,494 ft)
  • Elevação – Whistler Peak: 2,182 metros (7,160 ft)
  • Duração do passeio – Blackcomb Gondola: 18 minutos
  • Duração do passeio – Whistler Village Gondola: 25 minutos
  • Duração do passeio – Peak 2 Peak Gondola: 11 minutos
Peak to Peak Gondola Whistler BC Canadá brasileiros
Peak 2 Peak Gondola (Crédito: Turismo BC)

Guia do Passeio

Estacionamento para a Peak 2 Peak:
O visitante pode usar o estacionamento de Whistler Village, localizado na base da montanha de Whistler, na entrada mais próxima ao guichê do Whistler Blackcomb resort. Existem também outras opções de estacionamento em Whistler. 

Preços dos ingressos para o “Peak 2 Peak 360”: 
O pacote “Peak 2 Peak 360” inclui o passeio nas três principais gôndolas (Blackcomb, Peak 2 Peak e Whistler Village) e nos teleféricos que estejam abertos ao público naquela temporada. Não é necessário comprar nenhum outro ticket extra para passeios de gôndolas ou teleféricos. Os ingressos podem ser comprados na hora, nos guichês localizados na base das montanhas, ou online com três dias ou mais de antecedência.

Quando ir:
A Peak 2 Peak Gondola está aberta o ano todo, fechando apenas para manutenção por um breve período entre abril e maio, e também entre outubro e novembro. É recomendável conferir os dias e horários de funcionamento pelo site oficial. Recomenda-se também reservar no mínimo duas horas para o visitar Whistler Blackcomb. O tempo de duração do passeio pode variar, chegando até a durar o dia inteiro.

Onde comer :
O Whistler Blackcomb resort oferece várias opções de restaurantes, lanches e café dentro dos dois lodges, o The Rendezvous em Blackcomb Mountain, e o Roundhouse em Whistler Mountain. Os visitantes também podem levar seu próprio lanche.

O resort conta ainda com atividades especiais durante todo o ano, além de galerias de arte, loja de souvenirs e outras atrações. O visitante pode encontrar informações sobre as atrações disponíveis e horários de funcionamentos nos lodges ou pelo site oficial

O que levar:
Vale lembrar que, devido a altitude, é sempre recomendado levar roupas apropriadas para baixas temperaturas, mesmo em dias de verão. Vista-se em camadas e com sapatos apropriados e de preferência à prova d’água, já que a temperatura no topo das montanhas pode variar entre 5 a 10 graus a menos que em Whistler Village. Ambos lodges são equipados com aquecedores, mas é recomendado aos visitantes estarem sempre prevenidos para mudanças bruscas de temperatura nas montanhas.

Fique por dentro das notícias de Vancouver, do Canadá e da comunidade brasileira. Assine a nossa newsletter:

 

*campo obrigatório

*Artigo publicado originalmente em Jul/2020.

Prestigie os anunciantes do Jornal Brasil Vancouver