91% dos brasileiros com permissão de trabalho PGWP declararam estar empregados no Canadá: relatório

Estudo divulgado este mês pelo Instituto de Estatística do Canadá analisa a participação no mercado de trabalho, na última década, de estudantes internacionais com permissão de trabalho obtida através do “Post-Graduation Work Permit Program” (PGWPP). Brasileiros são destaque.


Crédito: Ismagilov/Getty Images

O volume de estudantes internacionais cresceu consideravelmente em todo o mundo, em particular, a partir do fluxo proveniente de países em desenvolvimento para países ricos ocidentais.

Nos últimos anos, o Canadá foi o país com o maior crescimento no número de estudantes estrangeiros entre os países mais desenvolvidos.

Por exemplo, segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), entre 2008 e 2019, o número de autorizações emitidas para estudantes internacionais de nível superior aumentou 2,8 vezes (de 45,900 para 173,000) no Canadá, ou 277%.

Em comparação, nos Estados Unidos, houve um crescimento de apenas 7% (de 340,700 para 364,000), 50% no Reino Unido (de 249,000 para 374,000) e 52% na Austrália (de 114,400 para 173,400).

Segundo o estudo divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística do Canadá, o rápido crescimento do número de estudantes internacionais no Canadá está relacionado provavelmente à mudança na receptividade a este público em outros países; em particular, nos Estados Unidos, onde a admissão de novos estudantes internacionais de nível superior diminuiu 23% de 2016 a 2019 durante a administração do ex-presidente Donald Trump, além de medidas efetivas adotadas pelo governo canadense para atrair estudantes internacionais.

A oportunidade para estudantes internacionais trabalharem no Canadá após sua graduação e possivelmente se tornarem residentes permanentes (e eventualmente cidadãos canadenses) é considerada um fator de forte atração para futuros estudantes internacionais.

Uma das principais formas para fazê-lo é através do chamado “Post-Graduation Work Permit Program” (PGWPP), ou em tradução livre, Programa de Autorização de Trabalho Pós-Graduação. O PGWPP é um programa de trabalho temporário que oferece oportunidades de trabalho para estudantes internacionais graduados de instituições de ensino superior aprovadas.

O PGWPP permite que estudantes internacionais que se formaram em instituições locais adquiram a experiência de trabalho canadense necessária para se candidatar a programas de residência permanente no país.

Além disso, o PGWPP também facilita a inserção de estudantes internacionais no mercado de trabalho, aumenta o número de candidatos qualificados para uma eventual imigração definitiva e também serve para tornar o Canadá em um destino ainda mais atraente para estudos.

O relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística avalia até que ponto os estudantes internacionais estão inseridos no mercado de trabalho através do PGWPP, após a realização estudos no nível superior.

A análise baseia-se nos estudantes internacionais que obtiveram visto de estudo para ensino superior entre 2004 e 2018 e que obtiveram posteriormente uma permissão de trabalho (PGWP) no período de 2008 a 2018.

O número de pessoas com permissão de trabalho pós-graduação aumentou no Canadá

De 2008 a 2018, o número anual de novos participantes no programa PGWP cresceu mais de seis vezes, de 10,300 para 64,700. A grande maioria proveniente da Índia e da China. Juntos, estes dois países representaram 66% de todos os PGWPs emitidos em 2018. O Brasil ficou em 5º lugar nesta lista, com 2% dos estudantes em 2018.

A grande maioria dos participantes no PGWP pretendia trabalhar na província de Ontario, seguido por aqueles interessados em trabalhar em British Columbia e Quebec. Para PGWPs obtidos em 2018, 56% foram destinados àqueles que pretendiam trabalhar em Ontario (em comparação com 44% em 2008). Outros 16% planejavam ir para British Columbia e 11% para Quebec (respectivamente, 19% e 13% em 2008).

O número de pós-graduados que declararam estar empregados varia de acordo com o país de origem; brasileiros são destaque

O número de participantes no programa PGWP com ganhos financeiros declarados através do Imposto de Renda canadense aumentou mais de 13 vezes, de 10,300 em 2008 para 135,100 em 2018. A proporção de participantes no PGWP que relatam ganhos no IR canadense serve de parâmetro para sua participação no mercado de trabalho.

A Nigéria foi o país de origem de estudantes com o maior número de participantes no PGWP declarando ganhos em 2018 (95%), seguido pelo Brasil (91%), Vietnã (88%) Irã e Paquistão (ambos com 86%), Coreia do Sul (80%) e França (76%), conforme a tabela ao final da matéria.

Crédito: Jirsak/Getty Images

O número de pessoas com permissão de trabalho pós-graduação buscando residência permanente (PR) aumentou

Um estudo anterior demonstrou que entre os estudantes internacionais que chegaram ao Canadá na década de 2000, cerca de 3 em cada 10 atingiram o status de residentes permanentes (PR) em até 10 anos após a chegada.

Acredita-se que um grande número de participantes no PGWPP sigam por um caminho semelhante, uma vez que a aquisição de experiência de trabalho canadense aumenta as chances de serem selecionados como imigrantes na categoria “econômica”. Além disso, possivelmente, possuem uma motivação maior para buscar a residência permanente do que outros que não se inscreveram para o PGWP.

A taxa de transição de status de participante do PGWP para residente permanente permaneceu consistentemente alta entre todos os grupos, entre os anos de 2008 e 2016.

Para os grupos de 2008 a 2012, quase 75% de estudantes tornaram-se residentes permanentes dentro de cinco anos após a assinatura do PGWP, com pouco aumento nos anos seguintes. Para o grupo de 2008, até o décimo ano, 73% tornaram-se residentes permanentes.

Conclusão

O aumento na quantidade de estudantes internacionais no Canadá significou que um número crescente de participantes no programa PGWPP ingressaram no mercado de trabalho canadense na última década.

Através da participação no PGWPP e a posterior transição para a residência permanente para muitos deles, os estudantes internacionais forneceram uma crescente fonte de trabalho para o mercado canadense, que se estendeu muito além de seu período inicial de estudo.

Percentual de participantes no PGWP que declararam ganhos através IR canadense (T4) entre 2008 to 2018
  Ano Fiscal
2008 2011 2014 2017 2018
por cento (%)
Sexo  
Masculino 77 69 76 75 75
Feminino 79 66 71 73 73
Faixa etária no ano fiscal  
Menores de 25 78 69 75 76 73
25 a 34 anos 79 67 73 73 75
35 em diante 75 68 72 77 81
Principais países de origem – Ranking PGWP 2018  
Índia 86 84 87 84 75
China 73 57 61 60 62
França 82 71 69 74 76
Coreia do Sul 72 58 69 76 80
Brasil 74 73 76 89 91
Nigéria 94 81 86 94 95
Irã 80 80 78 83 86
Vietnã 87 67 79 83 88
Estados Unidos 82 63 61 66 67
Paquistão 86 77 83 85 86
Outros países 81 70 74 78 82
  número
Número total de graduados (PGWP) com ganhos (IR/T4) declarados  10,300 40,300 77,800 104,700 135,100
Nota: PGWP significa permissão de trabalho pós graduação. IR/T4 significa a declaração de Imposto de Renda através do formulário T4, que inclui os rendimentos de trabalho do ano fiscal.
Fontes: Statistics Canada, 2019 Longitudinal Immigration Database and T4 – National Accounts Longitudinal Microdata File.

Fonte: Statistics Canada, International students as a source of labour supply: Engagement in the labour market after graduation. Eden Crossman, Yuqian Lu and Feng Hou. 18/Jan/2022

Fique por dentro das notícias de Vancouver, do Canadá e da comunidade brasileira. Assine nossa newsletter:




 

*campo obrigatório

Prestigie os anunciantes do Jornal Brasil Vancouver