Incêndio atinge filial da Gracie Barra em Vancouver

Um incêndio atingiu o complexo de lojas na Main Street onde está localizada a filial da Gracie Barra em Vancouver. O incidente ocorreu nesta na quinta-feira e teve início no restaurante franco-canadense Frenchies, que segundo relatos, foi o local mais afetado.

Dezenas de pessoas, muitas delas residentes nas proximidades e clientes das lojas afetadas, observaram o trabalho dos bombeiros nas proximidades do local, de acordo com reportagem da CTV News. Transeuntes lamentaram que “o incêndio destruiu empresas já muito afetadas anteriormente pela pandemia”. Alguns dos outros negócios atingidos incluem uma pizzaria, uma loja de discos e um salão de beleza, além de residências anexas.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Vancouver, as chamas surgiram por volta das 11:00 da manhã, na faixa comercial localizada próxima ao cruzamento da East Broadway com a Main Street. Algumas das lojas deste complexo foram construídas no início do século passado, informou a organização Heritage Vancouver.

A porta-voz da Polícia de Vancouver, Tania Visintin, informou ao Vancouver Sun que uma pessoa foi presa por suspeita de incêndio culposo. Jonathan Gormick, do Vancouver Fire Rescue, disse que apesar da prisão do suspeito, os investigadores do Corpo de Bombeiros ainda não conduziram uma investigação sobre como e onde o incêndio começou.

Fonte: Facebook Gracie Barra

Bate-Papo com Rodrigo Carvalho, diretor da Gracie Barra

JBV: Alguém se feriu durante o incêndio?

RC: Não, ninguém se feriu.

JBV: Qual é o estado da sede da Gracie Barra Vancouver agora?

RC: Infelizmente está tudo destruído, inutilizável. O local está sem teto, sem forro, com a água utilizada pelos bombeiros pelo chão.

JBV: Foi possível para salvar alguma coisa?

RC: Salvamos computador, mesas, metade do tatame, mas grande parte dos equipamentos e móveis foram danificados pela água.

JBV: O que você sentiu ao ver o complexo de lojas da Gracie Barra em chamas?

RC: Estamos naquele ponto desde 2010. São 10 anos de trabalho e criamos um relacionamento muito próximo com os nossos clientes. São crianças, seus pais. Passamos muito tempo lá com eles e é como se fosse uma família mesmo. Ficar sentado ali vendo aquele lugar queimando foi uma tortura.

JBV: Quais os planos para a reabertura?

RC: Já estamos buscando um novo ponto na região para atender nossos clientes. Não sabemos se o novo local vai ser definitivo ou provisório. De qualquer forma, outras filiais Gracie Barra gentilmente ofereceram de receber nossos alunos neste momento.

JBV: Como a comunidade brasileira pode ajudar?

RC: Um aluno teve a iniciativa de nos ajudar neste momento e lançou uma campanha de arrecadação de fundos online. Já foram arrecadados até o momento mais de 15 mil dólares. Ficamos muito gratos com a colaboração dos amigos e clientes da nossa academia.

Os interessados em participar da campanha de arrecadação de fundos para a Gracie Barra Vancouver podem contribuir por este site:  https://gf.me/u/y5yf4u

Leia mais: Academias de jiu-jitsu se multiplicam em Vancouver e atraem famílias para o esporte brasileiro

Fonte: Facebook Gracie Barra

 

Fique por dentro das notícias de Vancouver, do Canadá e da comunidade brasileira. Assine nossa newsletter semanal:




 

*campo obrigatório

Prestigie os anunciantes do Jornal Brasil Vancouver